Opinião Médica: O corpo necessita de selénio para funcionar adequadamente

O selénio é um oligoelemento essencial para a saúde humana. No entanto, de acordo com a Dra. Ana Paula Marum, Médica de Clínica Geral e Nutrição Clínica no Centro de Medicina Integrativa, devemos questionar se a alimentação em Portugal fornece níveis adequados deste micronutriente. Continue a ler e descubra como aumentar a ingestão de selénio.

A maioria das pessoas desconhece a importância do selénio, um mineral essencial para a saúde do corpo humano. A Dra. Ana Paula Marum, Directora Clínica do Centro de Medicina Integrativa, é uma das especialistas com grande interesse neste micronutriente.

 

Na base das selenoproteínas

Numa entrevista para a revista “Saúde Actual”, a Dra. Ana Paula Marum explica que, no organismo, o selénio está envolvido na produção de um conjunto de enzimas, designadas selenoproteínas, responsáveis por diferentes funções biológicas quer a nível do sistema imunitário, na produção de hormonas pela glândula da tiróide (envolvidas no metabolismo) e na defesa antioxidante.
 

Os solos Europeus têm falta de selénio

Segundo a Dra. Ana Paula Marum, uma pessoa saudável, deve ingerir diariamente 100 microgramas de selénio, uma dose substancialmente superior à ingestão média de selénio que a alimentação em Portugal consegue fornecer.

O problema é que na maior parte da Europa existe deficiência de selénio no solo. Isto tem um efeito negativo nos níveis de selénio das plantas que crescem nos solos (ex: cereais, fruta e vegetais), mas também na carne e no leite dos animais que se alimentam dessas plantas.

Por outras palavras, a dieta dificilmente consegue fornecer selénio suficiente para garantir a correcta produção de selenoproteínas. Há cada vez mais
nutricionistas e médicos a tomar consciência deste problema.

 

Melhor qualidade de vida

Em 2013, cientistas Suecos publicaram um estudo onde verificaram o efeito da suplementação com selénio quando combinado com outro antioxidante designado coenzima Q10. Um grupo de 443 idosos, homens e mulheres saudáveis, foram divididos em 2 grupos: um grupo tomou comprimidos com selénio e cápsulas com coenzima Q10; o outro grupo tomou comprimidos e cápsulas sem substância activa (placebo).

Concluiu-se que as pessoas que tomaram os comprimidos com selénio e Q10 tiveram uma melhor qualidade de vida em vários aspectos. O estudo KiSel-10, nome deste projecto científico, foi publicado no International Journal of Cardiology e fez manchetes por todo o mundo.
 

Tomar um suplemento

O selénio está presente nos cereais integrais, frutos secos, na carne, nas vísceras e até no peixe. É também possível tomar selénio sob a forma de suplemento alimentar, como o BioActivo Selénio+Zinco. Esta formulação contém SelenoPrecise, a levedura orgânica utilizada no estudo KiSel-10. Esta levedura de selénio é muito bem absorvida pelo organismo. Estudos mostram que 88,7% do conteúdo de selénio é absorvido no sistema digestivo e que 74% do selénio absorvido mantém-se no organismo, sendo incorporado nas selenoproteínas.

 

Leia mais sobre o BioActivo Selénio+Zinco aqui

 

 

Outras noticias