Portugal | Select other Country

Grande estudo com Q10 da Pharma Nord chega ao fim:

Resultados inovadores trazem nova esperança aos doentes

O grande estudo internacional com doentes cardíacos Q-Symbio chegou agora ao fim, tendo sido publicado na conceituada revista científica: Journal of the American College of Cardiology (JACC). O estudo foi apresentado pela primeira vez num congresso de cardiologia, em Lisboa.

O Director Clínico do Hospital Universitário de Copenhaga, Dr. Svend Aage Mortensen, coordenou esta investigação que decorreu em hospitais na Dinamarca, Suécia, Polónia, Áustria, Hungria, Eslováquia, Malásia, Austrália e Índia. Este investigador acredita que o Q10 se pode tornar uma terapêutica para doentes com carência desta substância natural que o próprio organismo produz, mas cuja produção sofre um declínio ao longo do envelhecimento.

A decisão do JACC em publicar este estudo é, de acordo com o Dr. Mortensen, uma grande conquista. O JACC, uma das mais influentes publicações na área da cardiologia, destacou os resultados excepcionais da terapêutica com Q10.

BioActivo Q10 Forte, da Pharma Nord, contém 100 mg de coenzima Q10 e pode ser adquirido em farmácias.

Profissionais escolhem BioActivo Q10 Forte:
O Q10 da Pharma Nord foi escolhido para o estudo Q-Symbio devido ao facto de ter sido, durante muitos anos, a referência oficial da International Coenzyme Q10 Association e ter sido avaliado em mais de 100 publicações científicas. A elevada biodisponibilidade e eficácia deste produto estão bem estabelecidos, bem como a sua segurança comprovada por dados recolhidos durante 25 anos.

Obtenha o mesmo Q10 utilizado no estudo: Ubiquinona
O Q10 existe em duas formas activas: ubiquinona e ubiquinol. Ambas são fundamentais para o organismo e existem na mitocôndria, onde se transformam continuamente uma na outra, à medida que a energia celular é produzida.

O Q10 da Pharma Nord encontra-se dissolvido em óleo e é submetido a um tratamento especial de calor, que permite a total dissolução dos cristais à temperatura do organismo, originando uma mistura uniforme (homogénea).

 

Desta forma, após a ingestão das cápsulas, há uma absorção fácil e sem esforço por parte do organismo.

O organismo converte ubiquinona em ubiquinol logo após ingestão, pelo que é indiferente a forma de Q10 que ingere. Contudo, até à data, quase todos os estudos de segurança e eficácia foram realizados com ubiquinona, motivo pelo qual o Dr. Mortensen optou por esta forma no estudo Q-symbio.

Clique aqui para ler mais acerca de BioActivo Q10 Forte da Pharma Nord!

Saiba mais sobre o Q-Symbio aqui

Outras noticias